Páginas

Tecnologia do Blogger.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Os 10 maiores clichês da maternidade - agora comentados


Clichê: (do francês cliché) é aquela ideia que de tanto ser utilizada, se torna previsível. Também conhecemos como chavão ou lugar comum.







1 – “Ser mãe é padecer no paraíso”
Ok, é verdade. E é preciso dizer que o padecimento começa, em muitos casos, antes mesmo de se chegar ao paraíso, haja vista os enjôos, dores lombares, retiradas de sangue para exame e idas ao banheiro de madrugada. Mas depois que você chega a ele, ah, minha amiga, não há cólica, fralda suja, choro ou susto que te faça querer outra vida.

2 – “Você nunca mais terá uma noite inteira de sono”
Pronto, neste momento a mãe foi condenada a nunca mais ter descanso na vida, coitada. Gente, isso não é verdade. Eu sou a prova viva (graças!) de que este clichê não se aplica a todas as mães, já que com dois meses e meio minha filha passou a dormir de 8 a 10 horas seguidas e, devo falar, só acordei pra ver se ela estava respirando na primeira semana que isso aconteceu. Depois foram lindas e relaxantes noites de sono.

3 – “Bem vinda ao mundo do amor incondicional”
Ok, outra verdade. Mas acho que deveria ser completada com “da preocupação constante, da cabeça nas nuvens e do medo de morrer antes de vê-lo crescer e se tornar independente”, pra dizer o mínimo.

4 – “Aproveite para dormir enquanto você pode”
Por que as pessoas insistem em falar isso? Pra mim este conselho só fará algum sentindo no dia em que o ser humano for capaz de fazer uma reserva de sono para, no mínimo, um ano adiante, mais ou menos como os ursos fazem com a comida antes de hibernarem. 

5 – “A maternidade transforma a mulher”
Taí outro clichê bem verdadeiro. Às vezes transforma pra melhor e, às vezes, pra pior. Quase sempre pra melhor. Isso porque não dá, simplesmente não dá pra continuar sendo a mesma pessoa depois de ver um ser tão pequenino chegar de uma hora pra outra e mandar pelos ares boa parte das suas verdades-absolutas-sobre-a-vida. E acredite, isso é bem a cara dos filhos.

6 – “É possível conciliar filhos e trabalho”
Possível é, mas não é, nem de longe, muito fácil. Muitas tentaram e desistiram pelo caminho. Muitas nem quiseram tentar. E muitas tentaram e conseguiram. Depende muito das possibilidades (financeiras e estruturais) da mãe e da forma como ela encara a maternidade. Como bem diz a música do Charlie Brown Jr (!), “cada escolha, uma renúncia” e disso não há como fugir.

7 – “Seu filho vai te ganhar com um sorriso”
Fato! E eu diria mais: seu filho vai te ganhar com um sorriso sem dentes, com um simples apertão no seu dedo, com um espirro, com uma tosse forçada, com uma sílaba, com uma olhadinha de canto de olho. Resumindo: seu filho vai te ganhar sempre e de qualquer jeito.

8 – “Não é fácil”
Não é, mas tem gente que complica além da conta também. Vamos combinar que estar vivo também não é fácil, porque criar um filho seria? Se a gente simplificar, ignorar algumas coisas (tipo a chupeta que cai no chão e vai parar na boca sem ser lavada) e não ter a inútil pretensão de ser perfeito, com certeza o fardo fica menos pesado.

9 – “Os pais são os primeiros professores”
Da série “um exemplo vale mais que mil conselhos”, esse clichê faz muito sentido. Não dá pra ser alienado ao ponto de acreditar que uma criança é educada apenas pela escola (pela creche, pelo berçário ou o que seja). Já esta mais que provado cientificamente que as crianças aprendem desde quando nascem e que elas sacam muito mais as coisas do que a gente pode imaginar. Então não podemos cair na besteira de achar que mentir – ou mesmo omitir, enganar, ser desonesto com quem quer que seja ou outras falhas do tipo vão passar despercebidas pelos atentos e curiosos olhos dos nossos filhos. E se depois eles fizerem o mesmo? Será tarefa da escola impedir?

10 – “O importante é que tenha saúde”
Ótimo clichê pra você usar com aquele seu amigo que acabou de vestir o uniforme completo do São Paulo no filho recém-nascido.  Há!

PS: Aproveite e deixe seu comentário aqui embaixo sobre os comentários dos clichês!

4 comentários on "Os 10 maiores clichês da maternidade - agora comentados"

Ich, Hausfrau disse...

Oi Mari.. é verdade: clichê é o que não falta e tbem gente palpiteira querendo ser a 'mãe' do seu filho. bjo

Vane ♥ disse...

Mari...isso é pura verdade!!! faltou ser mãe é padecer no paraíso... E achei interessante de que na maioria das vezes quandos nos tornamos mães, mudamos, mas lógico o se é feito de mudança e não tem como não mudar, sentindo o nosso coração fora do nosso corpo!!!

Sabrina Nery Luz disse...

kkkkkkkkkkkkkk sempre cômica!!! 
Mari de tudo só discordo do “Aproveite para dormir enquanto você pode” porque a coisa que mais sinto falta hoje é de uma noite daquelas bem dormidas (tá, e de um banho demorado tb)! Com meu primeiro filho foi muito tranquilo, eu nunca soube o que é acordar a noite, mas em compensação Elisa não largou o peito nas madrugadas ainda!
beijos
www.jeitinhos.blogspot.com

Mariana Sotero Bonnás on 4 de junho de 2012 22:18 disse...

Oiee!!! Adorei seu cliches!!! Sobre não dormir a noite, eu não tive a sorte que vc teve. Vítor ta com 7 meses e meio e acorda toda santa noite. Acho que no total se ele dormiu 5 noites inteiras foi mto.  e sobre não ser fácil, é mto, mto mais difícil do que eu imaginava. hehehe
Bjaooo
MaH

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Caderninho da Mamãe Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez